Perfil das vítimas fatais de acidentes de trânsito no Brasil

Um dos maiores desafios para a promoção de políticas públicas é a obtenção de informações confiáveis e oportunas é a produção de análises que de fato sirvam para subsidiar os processos decisórios de técnicos e gestores públicos. E um dos limitadores para a produção destas informações é a necessidade da utilização de processos repetitivos para a obtenção, processamento e análise dos dados existentes. Como uma possível solução, apresentamos aqui a automatização deste processo com o uso da ferramenta Knime Analytics Platform.

O Knime é uma ferramenta de código aberto e uso gratuito, que permite a configuração de todo o processo de construção do pipeline de análise de dados de forma completamente visual e sem a necessidade de utilização de código de programação adicional.

Para a realização deste processo utilizamos os dados oficiais de vítimas fatais de acidentes de trânsito, do Ministério da Saúde do Brasil, disponíveis na plataforma do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS). Foram utilizados os dados referentes ao ano de 2019, o qual é o período de dados consolidados mais recente disponível na plataforma.

Desafio: Transformar os dados sem tratamento do DATASUS em um dashboard que permita uma visualização clara e dinâmica de informações das vítimas fatais de acidentes de trânsito no cenário nacional.

Processo de extração e qualificação dos dados

Na plataforma do DATASUS foi realizado o download do arquivo público de dados do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) referente ao ano de 2019, contendo os registros individualizados (sem identificação das vítimas) de todos os óbitos do Brasil.

Processos realizados

Conversão dos campos de data: As variáveis relacionadas a datas, como data o óbito e data de nascimento da vítima, foram convertidas para o tipo “date”;

Filtro por acidentes de trânsito: Foram filtrados os registros de declarações de óbito classificados com a causa básica do óbito como “Acidente de Transporte Terrestre”;

Faixa etária: Para melhor análise dos dados foi criada a variável de faixa etária das vítimas;

Conversão de códigos do sistema: Foram realizadas conversões de códigos internos do SIM, utilizadas para informações como tipo de acidente (sinistro de trânsito), nome do município e UF;

Criação de visualizações e dashboard: Foram criadas visualizações por nível estadual e municipal para a visualização das frequências de vítimas por acidentes fatais de trânsito. Estas visualizações foram agrupadas em um dashboard dinâmico, o qual permite a navegação através das informações disponíveis.

A imagem do dashboard contém apenas um resumo das visualizações criadas, porém fornece insights importantes sobre a distribuição das fatalidades de trânsito no Brasil.

Resposta ao desafio inicial

Ficou demonstrado que o Knime possui potencial para auxiliar na produção de informações confiáveis e de uma forma atraente através da criação de dashboards dinâmicos para a apresentação das informações produzidas.

Caso tenha alguma dúvida ou queira informações adicionais, entre em contato através de meu perfil no Linkedin.

Acesso à base de dados do DATASUS

Busque pelo arquivo de dados em http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0901&item=1&acao=26&pad=31655

Data Wrangling & Analytics | Processos de Planejamento e Gestão | Desenvolvimento Sustentável

Data Wrangling & Analytics | Processos de Planejamento e Gestão | Desenvolvimento Sustentável